Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre letras e batons

Entre letras e batons

Florbela Espanca

Olá!

Desta vez venho mostrar-vos um poema de Florbela Espanca. A escolha não foi nada fácil, porque ela tem muitos poemas lindíssimos. Este, como não podia deixar de ser, é maravilhoso.

Ora vejam:

 

Os versos que te fiz

Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que a minha boca tem pra te dizer!
São talhados em mármore de Paros
Cinzelados por mim pra te oferecer.
 
Têm dolência de veludos caros,
São como sedas pálidas a arder...
Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que foram feitos pra te endoidecer!
 
Mas, meu Amor, eu não tos digo ainda...
Que a boca da mulher é sempre linda
Se dentro guarda um verso que não diz!
 
Amo-te tanto! E nunca te beijei...
E nesse beijo, Amor, que eu te não dei
Guardo os versos mais lindos que te fiz!
 
Florbela Espanca, in "Livro de Soror Saudade"